Jovem na UTI recusa tratamento


Até quando a religião pode interferir na vida de uma pessoa? Essa é a pergunta que muitos arapiraquences vem perguntando. No último sábado, uma jovem de 18 anos foi atropelada no sábado e está internada com traumatismo craniano na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Unidade de Emergência do Agreste e corre risco de morte. Ela e seus pais são seguidores da Igreja Testemunhas de Jeová.

A jovem precisa com urgência de uma transfusão de sangue, mas os pais não permitem a operação que segundo eles, é proibida pela doutrina religiosa.
Este caso está causa polêmica não só entre os populares da cidade de Arapiraca, mas entre os próprios parentes da vítima, os que não seguem esta religião. Eles exigem que a jovem faça a transfusão e garantem que se a paciente morrer por falta de atendimento médico, o hospital será processado.

A médica Alessandra Mendes Freitas se vê em um dilema: tem que cuidar da vida da paciente, mas também, não pode contrariar a própria vontade deste paciente, nem a dos pais da vítima. Os procedimentos médicos não foram a diante porque os pais da vítima informaram que a jovem havia assinado um termo que recusava qualquer tipo de tratamento médico que implique transfusão de sangue ou de qualquer um dos seus componentes.

Os pais da vítima chegaram a levar outros medicamentos sintéticos, que estimulam a medula a produzir sangue em alta escala. Mas, segundo a médica, este é um medicamento que costuma ter uma resposta mais demorada que a transfusão ou mesmo, não surtir efeito algum.

O fato é que este documento ainda não foi apresentado ao hospital, que demora a tomar a decisão correta: optar pela vida.

O nome da garota não foi revelado

Link original: http://www.primeiraedicao.com.br/?pag=alagoas&cod=10662

Anúncios

One response to this post.

  1. Posted by M Martins on 19/11/2009 at 13:04:19

    Esta postura das Testemunhas de Jeová periodicamente desperta a atenção das pessoas na mídia, que, por ignorância ou má-fé, acabam dando uma conotação de que os adeptos dessa religião são pessoas fanáticas e suicidas. Entretanto, nada poderia ser mais equivocado, pois elas apenas buscam tratamentos e alternativas médicas que reputam seguros (sem sangue) e aceitáveis sob o prisma de suas convicções religiosas.

    Para entender mais leia:
    http://www.watchtower.org/t/hb/article_06.htm
    http://www.conjur.com.br/2009-jun-20/testemunhas-jeova-direito-negar-transfusao-sangue

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: