Orlando Teodoro, Professor Universitário – Almada Ser Testemunha de Jeová “perceber o passado, perceber o presente e ter uma esperança para o futuro” (PT)


Orlando Teodoro, Professor Universitário, Físico, na Universidade Nova de Lisboa, exerce a função de Ancião da Congregação das Testemunhas de Jeová, no Laranjeiro, concelho de Almada, numa conversa com o «Rostos», no Estádio Alfredo da Silva, no Barreiro, no decorrer do Congresso das Testemunhas de Jeová, sublinhou que – “Um Físico acredita que as coisas não podem aparecer por acaso, não existe o acaso. O caos, o aleatório, não explica a existência de ordem e de muitas coisas que vemos na natureza e, por isso, o estudo da natureza, na minha profissão e o estudo da Bíblia, permitem-me ter uma compreensão clara das coisas”.

Orlando Teodoro, é um rosto que, todos os anos, marca presença, no Congresso das Testemunhas de Jeová, um evento que, tradicionalmente, decorre no Estádio Alfredo da Silva, no Barreiro, onde são vivenciadas experiências de fé e partilha de saberes.

Participaram mais de 7000 membros da Congregação

Orlando Teodoro, 49 anos, Professor Universitário, Físico, na Universidade Nova de Lisboa, exerce a função de Ancião da Congregação das Testemunhas de Jeová, no Laranjeiro, concelho de Almada, numa conversa com o «Rostos» expressou a sua satisfação pela forma como decorreu este ano o Congresso das Testemunhas de Jeová, no Barreiro, um dos catorze congressos que, no último fim-de-semana, foram realizados em Portugal.
No Barreiro participaram mais de 7000 membros da Congregação, tendo sido baptizadas 64 pessoas, que por opção pessoal e livre decidiram assumir a missão de Testemunhas de Jeová.

A Proximidade de Deus a nós não é percebida

Orlando Teodoro, referiu a importância dos temas debatidos no Congresso, nomeadamente, a importância de permanecermos «achegados a Deus», referindo que, «muitas pessoas acreditam em Deus, mas a proximidade de Deus, de nós a Deus, ou de Deus a nós, não é percebida».

As coisas não podem aparecer por acaso

Numa breve conversa perguntámos – Como é que um Físico é Testemunha de Jeová?
Respondeu-nos perguntando – «Porque é que um Físico não é Testemunha de Jeová
Orlando Teodoro, acrescentou – “Um Físico acredita que as coisas não podem aparecer por acaso, não existe o acaso. O caos, o aleatório, não explica a existência de ordem e de muitas coisas que vemos na natureza e por isso, o estudo da natureza, na minha profissão e o estudo da Bíblia, permitem ter uma compreensão clara das coisas”.

É sempre uma decisão pessoal

Como chegou a Testemunha de Jeová? – perguntámos
“Com estudo, como todas as Testemunhas de Jeová. Estudamos. Acreditamos.”
Mas como abraçou ser Testemunha de Jeová, num país predominantemente Católico? – interrogámos.
“Na altura primeiro, ainda era jovem, o primeiro contacto, foi com os meus pais.
Mas, depois, como todos os Testemunhas de Jeová, chega uma altura em que individualmente tomamos uma posição. Sou Testemunha de Jeová desde que me baptizei era adolescente.
Os meus pais já eram Testemunhas de Jeová.”
Então foi uma herança familiar? – sublinhámos
“Sim. Foi uma herança do conhecimento, mas, depois, foi uma decisão pessoal. Estas coisas por muito que a gente queira, lega-se o desejo, a intenção, mas é sempre uma decisão pessoal”.

Participar numa Comunidade

Que significou para a sua vida ter tomado essa opção? – perguntámos.
“Primeiro um objectivo na vida de participar numa Comunidade, ter um conjunto de amigos, que nos dão prazer acompanhar e fazermos coisas em conjunto.
Naturalmente, perceber o passado, perceber o presente e ter uma esperança para o futuro”,

Os meus colegas sabem o que eu penso

No seu dia a dia, na Faculdade identifica-se como Testemunha de Jeová? – perguntámos
“Os meus colegas sabem o que eu penso. No meu Departamento todos sabem. Não faço, naturalmente, pregação entre os meus colegas.”
Ser Testemunha de Jeová nos dias de hoje ainda é vista como uma coisa estranha? – perguntámos
“Acho que não. Penso que não. Mas você poderá dizer-me…”
A conversa findou. Orlando Teodoro sorriu.
Ainda, ofereceu-nos umas publicações, sublinhando – “Tem aí respostas a algumas perguntas que fez”.
Recebemos as duas brochuras intituladas – “A Origem da Vida – cinco perguntas que merecem resposta” e “A vida – Teve um Criador?”.
Sentimos que estava um calor imenso. Mas, na verdade, aquela multidão no Estádio Alfredo da Silva, continuava de olhos postos na encenação que decorria no centro do relvado.
Vivia as cenas. Comentava. Estava, ali, unida na crença e naquele desejo de sentir …a proximidade de Deus.

Link original: http://www.soberaniadopovo.pt/portal/index.php?news=14524

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: