O nome de Deus


Entre os dez mandamentos da lei de Deus, o segundo proíbe tomar seu santo nome em vão. Nele está contido o respeito a tudo o que se refere a Deus. Quer evitar que se profanem as coisas sagradas. Quem o faz não atinge, evidentemente, a Deus em si, mas o sentimento religioso e a fé dos que nele confiam. É como xingar a mãe de alguém. Muito mais que rebaixar a mãe, o objetivo é ofender a pessoa que se quer ultrajar. No caso da profanação das coisas sagradas e dos símbolos religiosos fala-se de sacrilégio.

A Constituição brasileira protege  o culto divino e os respectivos objetos religiosos. Obriga o cidadão a respeitar o sentimento religioso de quem quer que seja. Como católicos temos muitos simbolismos, que nos vêm da tradição, deste suas origens do Antigo Testamento,culminando em Jesus Cristo, e ulteriormente elaborados através dos séculos. A Congregação para o culto divino e a disciplina dos sacramentos emanou, em 2008, uma orientação, regulamentando o uso do “nome de Deus”, pela fidelidade aos textos originais. Lembra que a questão do nome de Deus merece um respeito máximo dos tradutores.

O nome de Deus onipotente é expresso, em hebraico, pelo tetragrama inefável. Denomina-se assim porque se trata de quatro consoantes que simbolizam a natureza divina e que não se deveriam pronunciar. Foi traduzido para o latim como “Dominus”, e deve passar para nosso vernáculo como “Senhor”. Acontece que, em muitos ambientes, como para esnobar cultura exótica, começou a entrar o costume de pronunciar o próprio nome de Deus pelo tetragrama YHWH, com as variantes de Jahweh e Jeová.

A Congregação da Santa Sé pede que se evite esta pronúncia por diversos motivos. Primeiro, trata-se de uma veneranda tradição bíblica que o proíbe por se tratar da “expressão da infinita grandeza e majestade de Deus”. Por isso é substituída, no texto sagrado, por uma denominação alternativa “Adonai”, que significa “Senhor”.
Em segundo lugar, lembra que a Tradução dos Setenta, anterior ao Cristianismo,  traduz este tetragrama hebraico por “Kyrios”, Senhor. Com esta nomenclatura passou para os livros do Novo Testamento. Assim os cristãos, desde sua origem, evitaram pronunciar o tetragrama divino.

Em terceiro lugar, argumenta a congregação romana que S. Paulo fala que o nome de Jesus foi elevado acima de todos os nomes (Fil 2,9). Ele também traduz o nome de Deus por “Senhor”, garantindo que toda língua proclamará que Jesus é o Senhor.

Além destes argumentos está o diálogo com os judeus, procurando evitar tudo o que possa causar algum dissabor nos interlocutores. É questão de cordialidade e respeito pela cultura ancestral.

Por isso se estabelece, como norma canônica, que não se use o tetragrama nas celebrações; que se traduza este tetragrama pela palavra “Senhor”; que, quando ocorrer o tetragrama, no âmbito litúrgico, seja traduzido pela palavra “Deus” e  a palavra Adonai seja traduzida por “Senhor”.

Link original:

Anúncios

One response to this post.

  1. Posted by jean on 29/06/2011 at 00:08:10

    E o ponto de vista de Deus? será que paramos para pensar? será que Ele não quis que soubéssemos o seu nome, e nem mesmo o pronuciácemos? meditemos em alguns textos como romanos 10:13 que diz ” todo aquele que invocar o NOME do Senhor será salvo”, como poderei me salvar? e agora vejamos as palavras de nosso senhor jesus cristo em joão 17:6 e 17:26, nota-se que ele se preoucupava em tornar conhecido o nome de seu Pai conhecido para outros, e nós como seus seguidores não devemos fazer o mesmo? e na oração do Pai Nosso? jesus nos diz: “… Santificado seja teu Nome…”, nome de quem?
    Nosso senhor jesus cristo ensinava com ilustrações, vejamos uma: imaginemos uma criancinha que ainda não sabe pronunciar corretamente as palavras dizer papai, ela diria “pa” ou “papá”, como o pai não se sentiria embora ela não soubesse pronunciar corretamente? a condenaria? ou veria seus esforços e ficaria feliz como sua intensão? o mesmo se dá com Nosso criador Jeová.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: