Friburgo e Petrópolis fazem casas por conta própria


Entidades religiosas também constroem imóveis para vítimas da tragédia

Um ano e sete meses após a maior tragédia natural do país, um dos principais problemas ainda não foi solucionado: A construção de moradias para centenas de famílias que perderam tudo. Tanto tempo depois, nenhum tijolo foi colocado no lugar e ainda se discute a situação das duas áreas desapropriadas pelo estado para os imóveis populares, na Fazenda Ermitage e em um terreno no bairro da Posse. Porém, enquanto Teresópolis aguarda ações do governo estadual, os principais municípios vizinhos estão se movimentando para garantir um local para viverem famílias atingidas pela catástrofe. Além de já ter iniciado a construção de 54 unidades na localidade de Granja Spinelli, a Prefeitura de Nova Friburgo acaba de concluir a licitação para a construção de 50 casas populares, com recursos de doações, e as obras terão início em 15 dias. Nesse mesmo local estão programadas mais 150 unidades e em outro bairro 22 imóveis estão sendo feitos por um grupo de Testemunhas de Jeová. Em Petrópolis a situação é parecida: O município irá construir 72 apartamentos populares.

Link original: http://odiariodeteresopolis.com.br/leitura_noticias.asp?IdNoticia=19662

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: