Costureira fala sobre rotina e dificuldades da surdez


Fotos: Acervo Pessoal

Fotos: Acervo Pessoal

Raimunda Nonato de Araújo Campos, de 53 anos, trabalha desde 1989 como costureira. Aos seis anos, perdeu totalmente a audição e desde então se comunica com a família e amigos através de sinais. Segundo Raimunda, ela não teve a oportunidade de estudar libras e o pouco que aprendeu foi nas reuniões da igreja Testemunhas de Jeová. Casou-se aos 30 anos com José Aparecido Campos, com quem teve um filho, Paulo Henrique. De acordo com Raimunda, a principal dificuldade que enfrentou foi a comunicação com as pessoas. O marido da costureira disse que pequenas atividades são difíceis de serem executadas devido a deficiência da esposa, como ir ao médico sozinha ou a um supermercado.

Segundo Raimunda, a principal superação que enfrentou foi ser mãe. De acordo com ela, educar o filho foi difícil, mas vê-lo adulto e independente é uma grande realização. Hoje, aos 21 anos, Paulo Henrique não mora mais com os pais, mas os visita com frequência. José falou sobre o carinho que a esposa tem com o filho e sobre a maneira que ela o criou. “Ela é mãe exemplar e muito responsável, é uma mãe coruja. Ele (Paulo Henrique) pra ela é tudo. Ela dá a vida dela por ele”, disse.

José falou ainda que a esposa enfrenta também preconceito e falta de informação de algumas pessoas. Segundo ele, muitas pessoas não se referem à esposa pelo nome e sim como ‘a surda’, o que o incomoda. “Muitas pessoas acham que o deficiente não tem nome, às vezes falam até sem maldade, mas tem gente que não a chama por nome”, disse.

Raimunda também falou sobre os problemas que encontra ao tentar se comunicar com outras pessoas. Segundo ela, algumas pessoas demonstram falta de paciência. “Peço as pessoas um pouco mais de paciência com a gente. Não temos culpa por ter nascido com esta deficiência”, disse.

Libras é a sigla da Língua Brasileira de Sinais 
A Libras (Língua Brasileira de Sinais) tem sua origem na Língua de Sinais Francesa.
As Línguas de Sinais não são universais, assim cada país possui a sua própria língua, que sofre as influências da cultura nacional. Como qualquer outra língua, ela também possui expressões que diferem de região para região (os regionalismos), o que a legitima ainda mais como língua.

Os sinais são formados a partir da combinação da forma e do movimento das mãos e do ponto no corpo ou no espaço onde esses sinais são feitos.

Link Original: http://www.jornalcco.com.br/noticia/2783/Costureira-fala-sobre-rotina-e-dificuldades-da-surdez

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: