Para muitas pessoas, data não tem significado especial


Rafaela Gonçalves
rafaela.goncalves@jcruzeiro.com.br

Luciene Santos:

Luciene Santos: “Como qualquer outro dia” – ÉRICK PINHEIRO

No calendário cristão, hoje é comemorado o 2014º aniversário de Jesus Cristo. Para celebrar a data, milhares de famílias do mundo inteiro se reúnem, participam de ceias e trocam presentes para simbolizar a data. Mas nem todos são adeptos à esta crença. Diversas pessoas seguem outras religiões e / ou têm outros tipos de convicções e, por isso, não comemoram o Natal.

Para a dona de casa Luciene Santos, seguidora da doutrina Testemunha de Jeová, 25 de dezembro é um dia normal. “Nós não celebramos o Natal porque não tem nada disso na bíblia. Não tem como provar que Jesus nasceu nesta data. Para nós, essa data foi adaptada, porque dia 25 é o nascimento do Deus Sol. E outra, na bíblia diz que, quando Jesus nasceu, os pastores estavam no campo. Mas nós sabemos que em Jerusalém, nesta época, é muito frio. Então, não há nenhuma prova conclusiva que Jesus nasceu nesta data”, explicou. “Por isso, para mim, o dia 25 é um dia normal, no qual eu faço minhas atividades normais, como em qualquer outro dia”, complementou.

Agnóstico (aquele que considera os fenômenos sobrenaturais inacessíveis à compreensão humana, podendo ser teísta ou ateísta), André Trindade também não celebra o nascimento do Cristo. “O Natal é uma festa cristã e como eu não sou cristão, não vejo sentido em comemorar. Além disso, o Natal se tornou uma data comercial. Por isso, eu trabalho no dia 24 e no dia 25 normalmente. E na hora da ceia, eu normalmente assisto um filme, algo assim”, contou.

A analista de sistemas Jeanette Weiss diz que judeus também não acreditam na data do Natal, mas que respeitam e, muitas vezes, até compartilham da celebração. “Nós acreditamos que o nosso Messias, que é o Jesus dos católicos, ainda não chegou. Então, não temos porque celebrar o nascimento. Além disso, o nosso calendário é diferente do cristão”, disse. “Mas como convivemos em uma sociedade cristã, nós acabamos pegando algo da cultura. Como eu tenho filhos, eu sempre deixo eles participarem das coisas, como das ações que envolvem Papai Noel”, disse.

Mãe de Jeanette, a aposentada Judite Weiss reforça as palavras da filha. “Depois que passou o período da guerra (segunda guerra mundial), muitas vezes nós participamos das celebrações, mas como uma reunião, já que ninguém trabalha neste dia e acaba sendo uma boa data para reunir a família. Além do mais, não há muitos judeus em São Paulo, a nossa família é pequena e alguns novos membros da família também não são judeus”, justificou.

Apesar de ter crença, o advogado Italo Rosende, que é comunista, não comemora o Natal. “Não tem sentido algum. É uma alegoria. É uma data do comércio. Se pregasse o amor ao próximo, eu não teria nada contra. Mas virou algo de caráter econômico, que não promove mais o exercício filosófico, mas, sim, o individualismo. As pessoas se fecham em suas famílias, não se abrem para os outros. Enfim, eu não gosto. Normalmente, eu passo o natal fazendo outra coisa, jogando vídeo-game”, explicou.

Link original: http://www.cruzeirodosul.inf.br/materia/586891/para-muitas-pessoas-data-nao-tem-significado-especial

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: