“Família deve relembrar momentos felizes”, diz pai de passageiro de avião que caiu


Robert Tansill Oliver, pai de uma das vítimas da queda do avião da Germanwings

Robert Tansill Oliver, pai de uma das vítimas da queda do avião da Germanwings

Robert Tansill Oliver, pai do americano Robert Oliver Calvo, morto na queda de avião da Germanwings nos Alpes franceses na terça-feira (24), concedeu uma entrevista à agência Reuters nesta quinta-feira (26) falando sobre a perda do filho.

De acordo com o procurador de Justiça de Marselha (França), Brice Robin, a queda do avião foi causada de forma deliberada pelo copiloto do avião, o alemão Andreas Lubitz, 28. Ele se trancou na cabine, se aproveitando da ausência do comandante, que havia ido ao banheiro, e fez o avião perder altitude, como indicou a gravação de uma das caixas-pretas.

Oliver, 73, um professor de inglês nascido em Nova York que mora em Barcelona desde 1966, afirmou que o mais produtivo que os familiares das vítimas podem fazer é relembrar os bons momentos de seus filhos e parentes, em vez de focar nos minutos que antecederam a tragédia. Seu filho, que tinha 39 anos, nasceu em Barcelona, onde morava, e tinha dupla cidadania.

“A todos os pais e familiares que perderam um filho ou um ente querido, eu os encorajo a não se concentrar naqueles últimos dez minutos, na colisão. Gostaria de dizer a eles que pensem nos anos maravilhosos que passaram todos juntos, com a família, com os amigos. Que lembrem de seus nomes, de suas reputações, e também pensem no futuro”, disse Oliver à Reuters.

Ele preferiu não viajar com a mulher ao local da queda, como fizeram outros familiares que escolheram ficar próximos à área onde está sendo realizada a coleta dos destroços e dos corpos das vítimas.

“Gostaríamos de ter ido, mas observando pelas reportagens de lá, não há nada para ver. Algumas pessoas se sentem melhor ficando próximas de onde seus entes queridos estão, mas nesse caso, gostaríamos de ir quando algo for identificado, como os pertences. Nesse momento preferimos ficar com os netos e com a mulher de nosso filho para confortá-los”, declarou.

Segundo Oliver, que é testemunha de Jeová, a religião o ajudou no processo de superação da perda. “A Bíblia nos ensina que quando o Reino voltar, nossos amados retornarão da morte e viverão para sempre no Paraíso. Essa esperança, esse conforto, nos ajuda imensamente nesses momentos.”

Link original: http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2015/03/26/familia-deve-relembrar-momentos-felizes-diz-pai-de-passageiro-de-aviao-que-caiu.htm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: