Archive for the ‘Divulgação’ Category

Testemunhas de Jeová se mobilizam após restrições na Rússia


Reprodução | Google Maps

Reprodução | Google Maps

As Testemunhas de Jeová fazem um apelo direto aos funcionários do Kremlin (sede do governo russo) e do Supremo Tribunal daquele país, após ter suas atividades suspensas, nesta quinta-feira, 23, por “extremismo”, na Rússia.

A mobilização acontece por meio de uma campanha mundial de cartas. O Corpo Governante está convidando mais de 8 milhões de Testemunhas de Jeová no mundo todo para participar da ação.

8.340.982 esse é o número de Testemunhas de Jeová em todo o mundo.

Uma mesma campanha global já foi realizada no passado. Na época, os membros da religião escreveram cartas para defender seus companheiros de adoração na Rússia por causa dos esforços de alguns representantes do governo para difamar as Testemunhas de Jeová. No passado, elas também escreveram cartas para pedir que funcionários do governo de países como Jordânia, Coreia e Malauí acabassem com a perseguição às Testemunhas de Jeová.

O porta-voz das Testemunhas de Jeová na Rússia, Ivan Belenko, denunciou à Agência Efe que a decisão das autoridades russas privará o direito à liberdade ao culto de 175 mil membros dessa comunidade no país. A proibição definitiva da prática dessa religião na Rússia será decidida pela Suprema Corte no dia 5 de abril.

Curiosidades: São 119.485 congregações; a religião alcança hoje 240 países e territórios; no Brasil são, em média, 808.710 membros.

Provas contra as Testemunhas de Jeová
Em 2016, autoridades da Rússia aumentaram esforços atrás de provas que acusassem que as atividades praticadas pelas Testesmunhas de Jeová são extremistas. Em vídeo publicado na Internet, é possível ver a ação das autoridades de Nezlobnaya fabricando provas contra os membros de um templo:

Instruções para a campanha de cartas a favor das Testemunhas de Jeová na Rússia

Para participar da campanha de cartas, use o link abaixo para baixar a folha de instruções e os endereços de destinatário.

Baixe a folha de instruções:
Brasil
Outros países

Link original: http://atarde.uol.com.br/mundo/noticias/1848558-testemunhas-de-jeova-se-mobilizam-pelo-mundo-apos-ter-atividades-suspensas-na-russia

Anúncios

[Religião] Testemunhas de Jeová reúnem na EPATV para “relembrar morte de Jesus Cristo”


A congregação das Testemunhas de Jeová de Vila Verde vão reunir no auditório da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV), no próximo dia 11 de abril, no âmbito da “celebração da Morte de Jesus Cristo”.

“Será realizado um discurso bíblico sobre como a morte de Jesus foi importante e como pode nos beneficiar pessoalmente”, indicou fonte da congregação ao Semanário V.

Para esse efeito, a comunidade vai convidar cada vila-verdense, porta-a-porta, para estar presente na celebração.

A entrada é livre e tem início pelas 21:00 horas.

Link original: http://vilaverde.net/2017/03/22/religiao-testemunhas-de-jeova-reunem-na-epatv-para-relembrar-morte-de-jesus-cristo/

Publicações de Testemunhas de Jeová estão sendo usadas para abordar questões sociais na Tailândia


Foto : jw.org

Foto : jw.org

Este ano marca três anos desde que os funcionários do governo tailandês começaram a usar publicações das Testemunhas de Jeová como parte da iniciativa nacional para educar os funcionários públicos sobre como abordar algumas questões sociais fundamentais. Estas questões incluem prevenção da violência doméstica, parentalidade eficaz e melhoria da saúde física e mental.

As iniciativas de educação nacional desses governos são orquestradas e implementadas em mais de 8.700 Centros Regionais de Aprendizagem Comunitária que estão espalhados por todo o país. O governo também criou 11 Centros Comunitários de Aprendizagem para o Desenvolvimento (CDLC), cujo foco principal é capacitar os líderes comunitários.

O diretor do CDLC na província de Nakhon Nayok Chaiwat Saengsri, diz que o objetivo das Testemunhas de Jeová é muito claro e visa ajudar as pessoas e as comunidades a conhecerem o seu Criador. Este é o mesmo objetivo que tem o CDLC; Ajudando a comunidade a elevar seus padrões na busca por paz e qualidade de vida. Chaiwat também pediu às Testemunhas de Jeová que disponibilizassem as suas publicações durante o seminário SMART Leader. Este seminário busca reunir 20 instrutores e 100 líderes comunitários de 28 províncias, que receberão treinamento sobre construção de comunidade e liderança.

O porta-voz das Testemunhas de Jeová na Tailândia, Anthony Petratyotin, diz: “Estamos felizes em saber que os líderes comunitários estão fazendo tão bom uso do conselho bíblico encontrado em nossas publicações. Continuaremos a disponibilizar nossa literatura para os funcionários, juntamente com nosso principal meio de distribuição – nosso ministério público.

“Algumas das publicações que foram utilizadas incluem a Despertai! Artigo do compartimento, “como evitar discurso Hurtful”. Este artigo foi usado para ensinar os líderes da comunidade sobre como lidar com o conflito no casamento sem soltar uma torrente de palavras prejudiciais sempre que surge um conflito.

A publicação procura explicar por que o conflito em um casamento acontece, e o que pode ser feito para acabar com ele sem necessariamente usar palavras que acabarão machucando o cônjuge. Algumas das maneiras sugeridas para evitar o uso de palavras dolorosas incluem mostrar empatia, ser respeitoso, reavivar o sentimento que o casal uma vez compartilhado, evitando ataques verbais, adiando uma discussão quando os ânimos começam a flare.

Outro artigo, “Um fim à violência doméstica” ajuda os participantes a lidar com a violência doméstica, entendendo a prevalência de casos de violência doméstica, por que isso acontece e o que pode ser feito para detê-lo.

Link original: http://www.worldreligionnews.com/?p=35017

As testemunhas de Jeová sediam Convenção (Inglês)


FAIRBORN — As testemunhas de Jeová em breve irão realizar suas convenções anuais no Wright State University Ervin J. Nutter Center começando sexta-feira, 26 de junho. Um convite aberto para que todos possam participar. O tema do programa deste ano é “Imite a Jesus!”

Porta-voz de Convenção Donn B. Carroll disse, “Jesus, o fundador do cristianismo, é amplamente considerado como um dos homens mais influentes e significativos que já existiu. Como cristãos, uma crença central das testemunhas de Jeová é que Jesus viveu sua vida como um modelo para seguirmos. As convenções de ‘Imitar Jesus!’ irão examinar a vida de Jesus, conforme descrito na Bíblia e enfatizar como todos — independentemente de seu fundo, estilo de vida ou religião — podem beneficiar de um modo prático de seu exemplo e ensinamentos. Dos destaques do programa será a palestra na sexta de manhã, intitulado ‘Escondido dele são todos os tesouros da sabedoria’.”

Começando neste fim de semana e continuando nas próximas seis semanas, as testemunhas de Jeová irão estender convites pessoais para todos de Dayton, Cincinnati, Columbus, Indianapolis, Indiana e áreas adjacentes, atender à Convenção. Localmente, todas de 30 congregações da área das testemunhas de Jeová ajudará a distribuir convites impressos para a Convenção. Não há nenhuma taxa de admissão. Convenções das testemunhas de Jeová são suportadas inteiramente por doações voluntárias.

O primeiro dos quatro eventos de três dias a ser realizado em Dayton, Ohio começará 09:20 sexta-feira, 26 de junho. Uma estimativa de 30.000 virá para o centro de Nutter J. Ervin, Wright State University.

Link original: http://xeniagazette.com/news/lifestyle-religion/153874389/Jehovahs-Witnesses-host-convention

Evangélicos são os religiosos que mais atuam nas penitenciárias do RJ


São mais de 1100 voluntários que prestam apoio espiritual aos detentos

O detento Ronaldo Magalhães, ex-pastor, comanda cultos e coral na cadeia / O Globo

O detento Ronaldo Magalhães, ex-pastor, comanda cultos e coral na cadeia / O Globo

O detento Ronaldo Magalhães, ex-pastor, comanda cultos e coral na cadeia / O GloboOs evangélicos são os religiosos que mais trabalham dentro de penitenciárias, nas próximas semanas será divulgada uma pesquisa que destaca este tipo de trabalho.

O estudo “Assistência religiosa em prisões do Rio de Janeiro: um estudo a partir da perspectiva de servidores públicos, presos e agentes religiosos (e uma proposta de recomendação à Seap)” foi desenvolvido pelo Instituto de Estudos da Religião (Iser) com coordenação do pesquisador Clemir Fernandes.

“Esta predominância acompanha uma tendência de crescimento dos evangélicos na sociedade, apontada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na pesquisa, percebemos que tanto para os detentos quanto para os funcionários das penitenciárias, a presença religiosa tem um efeito apaziguador e calmante em um ambiente muito tenso”, afirmou.

De acordo com os dados recolhidos pelo Iser, das 100 instituições religiosas com autorização para entrar nas penitenciárias do Rio, 81 são igrejas evangélicas. Destas, 47 são pentecostais, 20 de missão e 14 de outras origens. As demais são oito instituições católicas, seis espíritas, três Testemunhas de Jeová e uma de origem umbandista.

Na Penitenciária Esmeraldino Bandeira, no Complexo de Gericinó há uma ala só para detentos que aceitaram a evangelização dos cristãos protestantes. As celas abrigam 1.425 detentos que são fiéis de oito instituições diferentes.

A ala recebe cerca de 1.194 voluntários que atendem os presidiários e oferecem apoio emocional e espiritual. “Eu adoro estar aqui. Faço isso para Jesus, para Deus, é um prazer”, disse Edson Lisboa, de 84 anos, que é membro da Igreja Universal do Reino de Deus.

Mas se por um lado a religiosidade ajuda na recuperação dos detentos, por outro a criação de um ala especial para os evangélicos enfrenta resistência.

“Eu não posso dizer se a divisão é positiva ou negativa. Isso ainda está em pauta. A princípio, pensamos na segregação como algo negativo, mas ela pode ser benéfica para não incomodar detentos não-religiosos com vigílias e cultos nas celas, por exemplo”, diz Teresinha Teixeira de Araújo, assistente social da divisão de planejamento e intercâmbio setorial da Seap.

No estudo o Isep recomenda espaços ecumênicos para que cultos de diferentes religiões sejam realizados sem segregar os detentos em alas especiais. Mas esse tipo de separação pode impedir casos de intolerância religiosa.

Porém, assim como do lado de fora algumas manifestações de intolerância são sentidas dentro da prisão, principalmente contra membros do Candomblé que relatam casos de confronto de ideias. Com informações O Globo

Link original: http://noticias.gospelprime.com.br/evangelicos-penitenciarias-rj/