Archive for the ‘Terreno’ Category

As testemunhas de Jeová coordenam esforços internacionais de ajuda às vítimas do terremoto de Nepal (Inglês)


KATHMANDU, Nepal — as testemunhas de Jeová de Bangladesh, Alemanha, Índia, Japão, Suíça e os Estados Unidos estão coordenando os seus esforços para ajudar as vítimas do terremoto devastador que atingiu o Nepal em 25 de abril de 2015 e matou milhares de pessoas, incluindo uma testemunha e seus dois filhos. Um segundo tremor atingiu Nepal em 12 de maio de 2015. No entanto, as testemunhas confirmam que, neste terremoto mais recente, nenhum de seus membros sofreu ferimentos graves, danos graves a sua propriedade, ou perda de vida.

As testemunhas de Jeová fornecem o alimento para adoradores de colegas e outras vítimas de desastres duas vezes por dia.

O dia depois do primeiro terremoto, representantes da Secretaria das testemunhas de Jeová de Nepal visitaram cada congregação em Kathmandu Valley, uma área difícil, atingida pelo terremoto, para avaliar as necessidades das vítimas. O terremoto tinha destruído 38 das casas das testemunhas e 126 outros danificados. Os deslocados receberam abrigo nas casas dos fiéis companheiros, em seus lugares de culto chamado salões do Reino e em barracas em áreas abertas. O escritório de Nepal também iniciou o fornecimento de alimentos, que logo foi aumentado por suprimentos de Bangladesh, Índia e as cidades nepalês de Birgunj, Damauli, Mahendranagar e Pokhara. Uma Comissão de alívio de desastres é coordenar os esforços dos voluntários de testemunha da Índia, Japão, Nepal e na construção de abrigos temporários.

Voluntários do escritório Nepal das testemunhas de Jeová armazenam materiais de socorro que chegaram da cidade de Birgunj Nepali.

Um porta-voz para as testemunhas de Jeová no Nepal, Reuben Thapaliya, declarou: “estamos preocupados não apenas com as necessidades físicas das vítimas desta catástrofe, mas também com seu bem-estar espiritual. Juntamente com os nossos esforços para fornecer alimentos, água e abrigo, mobilizamos para oferecer suporte a pastoral.” Um representante da sede mundial das testemunhas de Jeová, Gary Breaux, percorreu a região afetada 2 a 5 de maio de 2015 e visitou congregações e famílias individuais. Em 4 de maio de 2015, Sr. Breaux falou durante um programa especial baseado na Bíblia que foi apresentado simultaneamente através de streaming de vídeo para outras congregações na região. Além disso, um representante do escritório da filial de Japão das testemunhas de Jeová, Kenji Chichii, chegou em 5 de maio de 2015. Ele também visitou famílias na área e deu palestras incentivando, baseada na Bíblia.

Um representante da sede mundial das testemunhas de Jeová, Gary Breaux (à direita), examina os danos para o mesmo lar.

Escritório da filial de testemunhas de Jeová na Alemanha montou uma equipe médica das testemunhas, consistindo de um cirurgião, um anestesista, uma enfermeira e um paramédico. Equipado com medicamento fornecido por testemunhas em Bangladesh, Índia e Japão, bem como equipamento móvel para a cirurgia e cuidados intensivos, esta equipa da Europa, trabalhado com a Comissão de alívio de desastres de Nepal para tratar pacientes de salões do Reino em zona do terremoto.

A equipe de socorro baseia-se em um salão do Reino em Katmandu, onde as vítimas testemunhas recebem comida e abrigo.

J. R. Brown, um porta-voz internacional na sede mundial das testemunhas de Jeová, afirma: “os nossos esforços de alívio estão em curso, porque reconhecemos que a vítimas de desastres têm necessidades que vão além da recuperação física de um evento catastrófico. Nossos colegas adoradores no Nepal e outros sobreviventes do terremoto podem ter certeza de nossa ativa assistência espiritual e material. Eles permanecem em nossos pensamentos e orações”.

Mídia contato (s):

Internacional: J. R. Brown, escritório de informação pública, Tel. + 1 718 560 5000

Alemanha: Wolfram Slupina, Tel. + 49 6483 41 3110

Japão: Ichiki Matsunaga, Tel. + 81 46 233 0005

Nepal: Reuben Thapaliya, Tel. +977 9813469616

###

Entrar em contato com as testemunhas de Jeová:

Internacional: J. R. Brown, escritório de informação pública, Tel. + 1 718 560 5000, Alemanha: Wolfram Slupina, Tel. + 49 6483 41 3110, Japão: Ichiki Matsunaga, Tel. + 81 46 233 0005, Nepal: Reuben Thapaliya, Tel. +977 9813469616
Internacional: J. R. Brown, escritório de informação pública, Tel. + 1 718 560 5000, Alemanha: Wolfram Slupina, Tel. + 49 6483 41 3110, Japão: Ichiki Matsunaga, Tel. + 81 46 233 0005, Nepal: Reuben Thapaliya, Tel. +977 9813469616
Testemunhas de Jeová 25 Columbia Heights BROOKLYN NY 11201-2483 Unidos Estados

Link original: http://www.digitaljournal.com/pr/2588401

Anúncios

Câmara de Torres Novas cede terreno às Testemunhas de Jeová (Portugal)


A Constituição da República Portuguesa determina a separação do Estado das igrejas e das confissões religiosas pelo que a cedência do direito de superfície dum terreno às Testemunhas de Jeová, ainda que por um70 anos, constitui violação à Constituição e uma afronta a todos que não comungam tal fé e aos que não comungam nenhuma. Aos governantes e aos autárquicos é exigido que exerçam as suas funções com total isenção religiosa e política, que cumpram as leis estabelecidas e tão mais importante que cumpram a Lei Fundamental da República Portuguesa, a Constituição!
Manuel Peñascoso

Muitos que agora se indignam – e bem – com a cedência do terreno à igreja das Testemunhas de Jeová, têm ficado silenciosos quando o poder político, beneficia a Igreja Católica Apostólica Românica. O que eu quero dizer é que esta indignação não reflecte qualquer preocupação com o facto de não estar a ser cumprida a Constituição e as leis relativas à laicidade do Estado português. O que está em causa para muitos indignados é o facto de a cedência ser feita a uma igreja que não a Igreja Católica. E a discriminação deste tipo também viola a constituição. Gostaria que as pessoas que criticam os estados islâmicos por misturarem religião e política se lembrassem que a Igreja Católica já nomeou e destituiu reis em Portugal e continua, por nossa culpa, a ter demasiada influência em áreas onde não deveria ter. A Câmara de Torres Novas errou agora e já tinha errado muitas outras vezes quando deu benefícios à Igreja Católica. É pena que o Tribunal Constitucional apenas se ocupe de cortes salariais e cortes nas pensões.
Manuel Francisco Heitor

Link original: http://semanal.omirante.pt/index.asp?idEdicao=671&id=103570&idSeccao=11915&Action=noticia#.VCNnpEuAjho

Câmara de Torres Novas cede terreno às Testemunhas de Jeová (Portugal)


A Câmara Municipal de Torres Novas vai ceder um terreno à Congregação das Testemunhas de Jeová de Torres Novas e Riachos para construção de um auditório. A decisão foi tomada pelo executivo camarário com os votos favoráveis dos eleitos do PS e do PSD e os votos contra dos vereadores da CDU e do BE.

O terreno situado no Nicho de Riachos, com uma área de 2.864 metros quadrados e avaliado em 18.478 euros, deverá ser cedido pelo período de 70 anos aquela congregação religiosa em regime de direito de superfície. Ou seja, essa parcela de terreno continuará a ser propriedade do município.

Na sua declaração de voto, enviada para a nossa redacção, o vereador da CDU Nuno Guedelha explica o seu voto contra por considerar que a autarquia, tal como o Governo, se deve pautar por uma governação laica, “não lhe competindo a cedência de benefícios a qualquer uma das religiões, salvo por razões de natureza excepcional que neste caso não se vislumbram”.

Acrescenta que “a autarquia deve limitar-se a garantir a liberdade religiosa dos cidadãos e a proporcionar às igrejas a possibilidade de, pelos seus próprios meios, adquirirem os espaços próprios para possibilitarem a respectiva religião a quem o deseje”.

Link original: http://www.omirante.pt/noticia.asp?idEdicao=&id=76165&idSeccao=479&Action=noticia#.VBW6m0uAjho