Archive for the ‘Citação’ Category

[Portal GCN] Testemunhas de Jeová fazem mutirão para pintar Lanchão


Reportagem de Edson Arantes

O Estádio Municipal ‘Lanchão’ será pintado em 3 e 4 de junho e por pelo menos 300 voluntários - Foto de: William Borges/Comércio da Franca

O Estádio Municipal ‘Lanchão’ será pintado em 3 e 4 de junho e por pelo menos 300 voluntários – Foto de: William Borges/Comércio da Franca

O Estádio Municipal “Lancha Filho”, o “Lanchão”, ficará mais bonito e confortável para receber os jogos da Francana. Testemunhas de Jeová de Franca e cidades da região vão fazer um grande mutirão para pintar o estádio. A força-tarefa será realizada nos dias 3 e 4 de junho e deverá reunir pelo menos 300 voluntários. A Prefeitura não vai gastar nem um centavo.

A reforma do Lanchão se dará por meio de uma parceria. O acordo, que vinha sendo costurado há vários dias, foi fechado na tarde de ontem após reunião entre representantes da Prefeitura, que é a administradora do estádio, e líderes dos religiosos.

As Testemunhas de Jeová vão se encarregar da pintura e, em contrapartida, o município cederá o campo sem custos para eles realizarem o Congresso Regional em julho.

“Foi uma parceria boa para todos. Vamos ficar com o estádio mais bonito para receber os torcedores sem precisar investir recursos públicos. Se a Prefeitura fosse fazer o serviço, acredito que gastaria pelo menos uns R$ 30 mil”, disse Marlon Centeno, presidente da Feac (Fundação do Esporte, Arte e Cultura).

A Prefeitura vai fazer apenas a limpeza e preparar o estádio para receber a pintura. O restante, será com os fiéis. “Vamos pintar as arquibancadas, vestiários e cabines de imprensa. Esperamos concluir tudo em dois dias. Para isso, vamos reunir voluntários de Franca e de cidades vizinhas. Estamos muito felizes com esta parceria que será positiva para nós e também para o município”, disse Carlos Alberto de Souza, representante das Testemunhas de Jeová.

Ele acredita que o mutirão vai reunir de 300 a 600 voluntários. O grupo vai se concentrar no estádio às 7h30 para organizar e dividir as tarefas. Às 8 horas, será feita uma oração. “Em seguida, vamos colocar a mão na massa, ou melhor, na tinta.”

Os fiéis vão se encarregar de comprar as tintas, pincéis e demais materiais que serão usados no mutirão. As empresas Piratininga Tintas e Franca Cores vão doar parte dos produtos. A expectativa é de que na tarde do domingo, dia 4, o estádio esteja novinho em folha.

Não é a primeira vez que os fiéis realizam ação do tipo. No mês passado, os religiosos pintaram o estádio Santa Cruz, do Botafogo de Ribeirão Preto, também em troca do direito de realizar seus congressos e assembléias no local.

O Congresso Regional das Testemunhas de Jeová em Franca será realizado nos dias 14, 15 e 16 julho. Os organizadores esperam cerca de oito mil pessoas todos os dias.

Caso a Francana se classifique para a próxima fase do campeonato Paulista, não poderá jogar em casa no domingo, dia 15 de julho. “O presidente já conversou com a Federação (Paulista de Futebol) e a partida poderá ser remanejada para outra data”, disse Marlon Centeno.

Em três jogos em casa este ano, a Francana levou quase dez mil pessoas ao estádio. O time tem a melhor média de público do Campeonato Paulista da quarta divisão e chega a ultrapassar até clubes da primeira, como São Bento, Ituano, Santo André e Ferroviária. Se estivesse na Série A2, perderia apenas para o Guarani. Nenhum dos 20 times da terceira divisão levou mais torcedores ao campo.

Link original: http://gcn.net.br/noticias/352563/franca/2017/05/testemunhas-de-jeova-fazem-mutirao-para-pintar-o-lanchao

MANCHETES de Elesbão Veloso no Painel Popular Edição 772- domingo, 21 de maio 2017


Por: José Loiola Neto, da redação Elesbão News

>> Antes mesmo de serem entregues à comunidade, prédios públicos são alvo de vândalos em Elesbão Veloso.

>> Prossegue nesta segunda-feira, o pagamento do Bolsa Família. Recebem amanhã quem tem cartão com NIS final 3.

>> Aposentados começarão a receber o salário referente a maio na próxima quinta, dia 25 de maio. Primeiro recebe quem ganha um mínimo com cartão final 1.

>> Estado paga servidores a partir do dia 30 de maio. Primeiro recebe quem ganha até R$ 1.200,00.

>> Após 45 anos, ex-garimpeiro Juvenal Moura Fé, o “Compadre Juva” estar de volta a Elesbão Veloso, sua terra natal.

Compadre Juva: de volta a Elesbão Veloso depois de 45 anos

Compadre Juva: de volta a Elesbão Veloso depois de 45 anos

>> Sábado letivo com número reduzido de alunos no Ceep Benedito Leal. No turno noite, apenas seis alunos compareceram.

>> Ruas com calçamentos estourados e com afundamento em Elesbão Veloso. Pontos críticos ficam na Piçarra e Santa Clara.

>> Ceep Benedito Leal vai promover manhã de sol dia 4 de junho, no Clube Recreativo.

>> Morreu durante a madrugada deste domingo, o aposentado Euclides Pereira da Silva, morador da Vermelha.

>> Mestre de obras da Emcil, Francisco Edson Mendes denuncia onda de vandalismo contra nova creche, na Piçarra.

>> Festejos de Nossa Senhora de Fátima prossegue até 31 de maio.

>> Rua do Pici, acesso ao cabaré volta a expor afundamento em trecho localizado no cruzamento com Avenida João XXIII.

>> Diretoria do Sindicato Rural toma posse na próxima quarta. Presidente Cícero do Cabana dá detalhes acerca da solenidade.

>> Cícero do Cabana quer fortalecimento dos assentamentos na zona rural.

>> Moradores do Biriquinha Coimbra reclamam de destinação incorreta de lixo no local.

>> Diretora da FAEVE fala sobre inauguração da instituição, proposta pedagógica e lançamento de vestibular.

>> Elesbão Veloso registra chuvas e aproveitamento da safra será a melhor em 10 anos.

>> Vândalos atuam e quebram luminárias de postes no Capitão Mundoco.

>> Ruas do Matias sem água durante o dia, denunciam moradores.

>> Supervisor do Emater-PI aponta inadimplência no Agroamigo e chama devedores para negociação.

>> Antônio Campelo da Silva, neto de João Vieira, fala da ida a São Paulo em 1981 e explica porque as Testemunhas de Jeová se abstém de sangue.

>> Elesbonense perde a vida em acidente com moto em THE. Zé Edimar foi vítima de atropelamento, quando se dirigia ao trabalho.

>> Papo com idosos será com a aposentada Dionísia Gomes da Silva, moradora da Rua Coronel Edmundo Soares, bairro de Fátima.  

ESPORTE LOCAL
>> Divulgados os jogos da primeira rodada do Copão Rural. Torneio começa no próximo sábado, dia 27/5 com abertura prevista para comunidade Mosqueada. Jogo entre o atual campeão Mosqueada x Torre. No dia seguinte pela chave b, na Alta Vista jogam

>> Seleção de Cinquentões de Elesbão Veloso fará amistoso no próximo sábado, dia 27 de maio em Barro Duro, contra o selecionado local. Partida é o início da preparação para disputa da Copa Cinquentões do Médio Parnaiba, prevista para começar em setembro.

>> Campeonato da Amizade no Monte Castelo terá prosseguimento neste domingo, com a realização de dois jogos.

>> Ceep Benedito Leal programa para os próximos dias a disputa de torneios de futebol masculino e feminino. No Masculino, pelo menos oito times já asseguram participação. As equipes são formadas por atletas que estudam no Centro Educacional.

>> Escolinha MA de Marcone Alves categorias sub 14 e sub-15 realizou treinos durante a tarde deste sábado no Campo do Ferrim, no Capitão Mundoco. Time principal jogará amistoso sábado, dia 27 de maio, diante do Chapada Sport, atual campeão em Francinópolis.

PAINEL POPULAR- Um produto do departamento de jornalismo- produção, redação de notícias, coordenação e apresentação José Loiola Neto.

Link original: http://www1.elesbaonews.com/2017/05/manchetes-de-elesbao-veloso-no-painel.html

[The Real Deal] Jeffrey Gershon comprará lugar de Testemunhas de Jeová em Dumbo por US $ 60 milhões: fontes (Inglês)


Hope Street Capital desenvolvedor pode construir perto de 200K sf na propriedade

Por Katherine Clarke

 74, Adams Street

74, Adams Street

O desenvolvedor Jeffrey Gershon está contratado para comprar uma das últimas parcelas das Testemunhas de Jeová em Dumbo por cerca de US $ 60 milhões, ou quase US $ 400 por metro quadrado construível, de acordo com o Real Deal .

O site da 74 Adams Street, que abriga uma garagem de um andar, permite a construção de cerca de 200 mil pés quadrados de espaço comercial e residencial, disseram fontes.

Gershon se recusou a comentar sobre o negócio ou sobre seus planos para a propriedade, uma vez que o negócio ainda não fechou. Não estava claro se ele tinha algum parceiro nesse acordo.

O local, localizado entre as ruas York e Front, é uma das últimas parcelas remanescentes de propriedade das Testemunhas de Jeová, que recentemente transferiu sua sede mundial para Warwick, no estado de Nova York. Os desenvolvedores da Dumbo Heights, Kushner Companies , RFR e LIVWRK deverão fechar ainda este ano com a compra de um prédio de Testemunhas de Jeová que está previsto para um projeto hoteleiro de Ian Schrager como parte do complexo comercial de Dumbo Heights .

No ano passado, o Grupo Rabsky pagou US $ 65 milhões por outro dos edifícios das Testemunhas de Jeová, no 69, Adams Street. E uma parceria liderada por Kushner Companies, CIM Group e LIVWRK pagou US $ 340 milhões para a sede de 733 mil pés quadrados em 25-30 Columbia Heights no ano passado.

Gershon tem sido ativo no Brooklyn. Sua empresa, Hope Street Capital , completou recentemente o desenvolvimento do Hendrik, um condomínio de 38 unidades na 509 Pacific Street em Boerum Hill, em parceria com a AEW Capital Management.

Link original: https://therealdeal.com/2017/05/23/jeffrey-gershon-to-buy-jehovahs-witnesses-site-in-dumbo-for-60m-sources/

[O GLOBO] Medidas antiterrorismo na Rússia atingem religiões em minoria e deixam apreensivos atletas brasileiros


‘Em São Petersburgo, chamaram a polícia para nos prender’, diz pastor de igreja que atrai jogadores de futebol

 Anonimato. Pastor diante de uma prancha de surfe como púlpito durante um culto em São Paulo. A foto foi usada para preservar a identidade dos frequentadores na Rússia - Divulgação/Bola de Neve

Anonimato. Pastor diante de uma prancha de surfe como púlpito durante um culto em São Paulo. A foto foi usada para preservar a identidade dos frequentadores na Rússia – Divulgação/Bola de Neve

por Gian Amato

“A galera não quis se pronunciar, pois é arriscado para eles. Tem igreja, mas não podem divulgar”. As frases, enviadas através de uma mensagem de texto por um jogador de futebol, escondem nomes, times e localizações precisas, mas revelam o drama vivido por atletas brasileiros na Rússia, onde praticam o cristianismo de maneira quase clandestina às vésperas da Copa das Confederações, com início no próximo 17 de junho, e a pouco mais de um ano da Copa do Mundo de 2018.

Os jogadores de futebol, de futsal, snowboarders e lutadores de jiu-jítsu temem ser reconhecidos em cultos, principalmente da igreja brasileira Bola de Neve Church, e enquadrados como possíveis suspeitos devido ao pacote de medidas contra o terrorismo aprovado pela Duma do Estado e sancionado em 2016 pelo presidente Vladimir Putin. Com os objetivos de deter o avanço do islamismo e fortalecer a Igreja Ortodoxa, entre outros pontos, as restrições atingiram parte das demais e minoritárias religiões.

A reportagem do GLOBO decidiu, a pedido do médico e pastor brasileiro Felipe Campos Sestaro, manter o anonimato dos frequentadores da Bola de Neve Church. Há 12 anos na Rússia, Sestaro, no entanto, busca um equilíbrio para os dois lados e resolveu se pronunciar.

Natural de Santos, Sestaro seguiu a vocação religiosa sem abandonar a medicina. Fundada na década de 1990 no Brasil pelo pastor e surfista Rinaldo Luis de Seixas Pereira, a Bola de Neve foi de início associada ao surf. Seu púlpito é uma prancha. Na Rússia, a maioria dos frequentadores é formada por jogadores de futebol. Como naquele país há apreço pelos esportes de inverno, a prancha de surf foi trocada pela de snowboard. A foto desta reportagem é de uma célula de São Paulo, opção que preserva o anonimato daqueles na Rússia.

Sestaro se orgulha de poder formar bem mais que um time de futebol quando todos estão reunidos em uma das sete células espalhadas por Moscou, São Petersburgo (sedes da Copa das Confederações) e Kursk, fato cada vez mais raro devido ao controle do estado russo sobre as reuniões para fins religiosos. Ainda mais, segundo ele, depois que a suprema corte da Rússia baniu a religião Testemunhas de Jeová, em abril deste ano, por ser apontada como organização extremista. Cerca de 400 propriedades, usadas como templos, foram entregues ao governo. O grupo já fora banido por Josef Stalin na antiga União Soviética.

— Sou pastor e estou no olho do furacão. Vivo na sombra e, se eu for denunciado, vou preso. Vivo apreensivo, na marginalidade. Mesmo assim, sou cauteloso em julgar — diz Sestaro.

SEM MANIFESTAÇÕES PÚBLICAS

A denúncia pode partir de qualquer pessoa e jogadores e demais atletas praticantes do cristianismo exercem uma fé velada, evitando manifestações públicas em campo, quadras, tatames e fora deles. Redes sociais, ligações telefônicas e mensagens de texto podem ser um estorvo, porque a lei determina que empresas de telecomunicações armazenem dados da população por até seis meses.

O pastor conta que, em um culto realizado em São Petersburgo, onde será realizada a final da Copa das Confederações, no dia 2 de julho, as autoridades foram chamadas, mas eles conseguiram escapar. Em abril deste ano, um ex-militar russo convertido ao islã havia sido apontado equivocadamente com um dos suspeitos do atentado à estação Spasskaya do metrô de São Petersburgo, que deixou 15 mortos.

— Não podemos atrair a atenção dos vizinhos, é arriscado. Em São Petersburgo, chamaram a polícia para nos prender. É real. Eu posso ser preso ser for denunciado — revelou o pastor.

Sestaro tem reunido em sua célula brasileiros, angolanos, moçambicanos e sul-americanos e russos. Os jogadores são difusores e ajudam a aumentar a Bola de Neve, que fazia visitas a hospitais, dava aulas de esportes e evangelizava nas ruas.

— Agora, evitamos o proselitismo em orfanatos, hospitais e na rua. Este país recebeu imigrantes das ex-repúblicas soviéticas, como Cazaquistão, Uzbequistão, Chechênia… de maioria muçulmana. Enquanto os russos têm um filho, estes imigrantes teriam quatro ou cinco. O governo tenta conter o avanço muçulmano. Quase todo ataque terrorista tem uma motivação islâmica. Daí nasceria o preconceito, primeiro contra os muçulmanos, depois, contra as demais religiões — explicou Sestaro.

O professor e historiador da Universidade de Brasília (UnB), Argemiro Procópio, especialista em Rússia e terrorismo, confirma a teoria:

— A questão tem trazido problemas, de racismo inclusive, porque o russo se sente agredido, invadido. Algumas minorias religiosas correm risco de virar bode expiatório. Os brasileiros terão dificuldade, porque, além de jogadores, viramos exportadores de pastores para o mundo.

O relatório de liberdade religiosa feito em 2016 pela organização Aid to the church in need (ACN) confirma o momento de apreensão vivido pelas minorias religiosas na Rússia e aponta uma posição de acesso privilegiado da Igreja Ortodoxa junto às autoridades públicas. No capítulo “Perspectivas para a liberdade religiosa”, o relatório da ACN informa:

“Persistem as dificuldades para as minorias religiosas que procuram legitimidade. Continua a haver rusgas policiais a casas e locais de culto. Os membros das minorias religiosas estão em especial risco de serem alvo de ações judiciais. Muitos (processos) deram origem a multas, detenções de curta duração, serviço comunitário e termos de prisão de mais longa duração. Relativamente, poucos réus foram absolvidos”.

A reportagem procurou a embaixada da Rússia no Brasil, mas não obteve resposta até o fechamento desta edição.

Link original: https://oglobo.globo.com/esportes/medidas-antiterrorismo-na-russia-atingem-religioes-em-minoria-deixam-apreensivos-atletas-brasileiros-21366903

[VÍDEO] Incêndios em 2 igrejas de Testemunhas de Jeová em Virgínia (Inglês)


ARLINGTON, VA – Investigadores de incêndio estão examinando dois incêndios separados ocorridos em duas igrejas das Testemunhas de Jeová nos últimos dois dias. O incêndio mais recente aconteceu quinta-feira e os investigadores estão a tentar determinar se os incidentes estão ligados.

Quando os funcionários chegaram ao Salão do Reino das Testemunhas de Jeová em Arlington pouco depois das 10 horas, encontraram uma porta que levava ao santuário em chamas. Bombeiros colocá-lo fora em poucos minutos, mas sua atenção mudou como eles dizem que este é provavelmente o trabalho de um incendiário.

“Chegamos a um acelerador quando chegamos”, disse o tenente de incêndio do condado de Arlington, Jason Hart. “Nós também tivemos uma jurisdição vizinha trazer em seu cão acelerador que foi capaz de vir e investigar a cena. Ele bateu na área da porta para usar um acelerador.
Incêndios em 2 igrejas de Testemunhas de Jeová em Virgínia

“É chocante”, disse o membro da igreja Carlos Quezada. “Nunca aconteceu antes conosco. Esta é a primeira vez que ouço isso. ”

Mercy Musond disse que este incidente não a impedirá de vir adorar aqui.

“Não realmente porque nunca aconteceu antes”, disse Mercy Musond. – Acredito que estamos a salvo.

Um ministro no Salão do Reino das Testemunhas de Jeová disse que a equipe está revisando seu plano de segurança.

Um incidente semelhante aconteceu quarta-feira em outra igreja a quatro milhas de distância em Falls Church.

“Há um caso semelhante em nossa jurisdição vizinha, onde outra igreja Testemunhas de Jeová também teve um incêndio lá e estamos investigando e coordenando com seu escritório para determinar se isso está relacionado”, disse Hart.

VÍDEO NO LINK ORIGINAL
Link original: http://www.fox5dc.com/news/local-news/254132115-story

Merkel pediu a Putin para garantir direitos de homossexuais (Portugal)


Chanceler alemã esteve com Vladimir Putin na Rússia e mencionou a perseguição de homossexuais na Chechénia

A chanceler alemã Angela Merkel pediu esta terça-feira ao presidente da Rússia Vladimir Putin para ajudar na proteção dos direitos dos homossexuais na Chechénia, na sequência de relatos sobre perseguições nesta república autónoma do Cáucaso.

“Temos ouvido relatos muito negativos sobre o tratamento de homossexuais na Chechénia e eu pedi ao presidente Putin para usar a sua influência para garantir os direitos de minorias aqui”, afirmou Merkel durante uma conferência de imprensa conjunta com Vladimir Putin em Sochi, (sudeste da Rússia), nas costas do Mar Negro.

Na sua primeira visita à Rússia desde que este país anexou a Crimeia, em 2014, a chanceler referiu também os relatos de que as autoridades russas têm prendido manifestantes contra o governo e de que alguns setores da sociedade, como as testemunhas de jeová, têm sido perseguidos.

“Durante as minhas conversas com o presidente russo eu referi o quão importante é o direito de protestar numa sociedade civil e quão importantes são as organizações não-governamentais”, continuou a chanceler, segundo a Reuters.

Putin negou que a polícia russa tenha violado os direitos dos manifestantes ao prendê-los e afirmou apenas que “as forças de segurança russas agem de modo muito mais contido do que alguns colegas noutros países europeus”.

Após o encontro com Putin, Merkel precisou que durante as conversações “construtivas” foram abordados também um vasto conjunto de temas de atualidade, incluindo a Síria.

A chanceler alemã Angela Merkel disse desejar o fim das sanções europeias contra a Rússia, mas insistiu no cumprimento dos acordos de Minsk para a resolução do conflito separatista.

“Gostaria que tivéssemos a possibilidade de levantar as sanções quando forem cumpridos os acordos”, assinalou Merkel na conferência de imprensa.

Merkel lamentou ainda a inexistência de “progressos” na resolução do conflito no leste da Ucrânia onde, referiu, “se acentuam as tendências separatistas” dos pró-russos.

Segundo a imprensa russa, a polícia chechena deteve mais de cem homens, alegadamente por serem homossexuais, e pelo menos três terão morrido. Um porta-voz oficial do presidente daquela república russa do Cáucaso, Ramzan Kadyrov, negou esta acusação, dizendo “é impossível perseguir aqueles que não existem na república”.

Link original: http://www.dn.pt/mundo/interior/merkel-pediu-a-putin-para-garantir-direitos-de-homossexuais-6293956.html

Merkel e Putin discutem sobre Ucrânia e Síria


A chanceler alemã, Angela Merkel, se reuniu com o presidente russo Vladimir Putin em sua primeira visita à Rússia desde que a península da Criméia da Ucrânia foi anexada por Moscou.

A chanceler alemã, Angela Merkel, em uma visita rara à Rússia, disse que Berlim e Moscou tinham que continuar falando apesar de seus desentendimentos. Mas essas mesmas diferenças obscureceram suas conversações com o presidente russo, Vladimir Putin, na terça-feira.

Em uma coletiva de imprensa após uma reunião na estância russa de Sochi no Mar Negro, posições divergentes foram exibidas sobre a Síria, a Ucrânia, o respeito russo pelos direitos civis e as alegações de que Moscou está interferindo nas eleições de outros países.

Merkel estava fazendo sua primeira visita bilateral à Rússia desde que Moscou anexou a península da Criméia da Ucrânia em 2014, um movimento que desencadeou o pior confronto entre Moscou e o Ocidente desde a Guerra Fria.

Questionada por um repórter, se temia que a Alemanha pudesse estar sujeita às tentativas russas de interferir nas próximas eleições parlamentares divulgando notícias falsas, Merkel assumiu uma linha firme.

“Eu não sou uma pessoa ansiosa, vou concorrer a eleição com base em minhas convicções”, disse ela, acrescentando que os alemães resolveriam de forma decisiva quaisquer casos de falsas informações.

“Nós nunca interferimos na vida política e nos processos políticos de outros países e não queremos que ninguém interfira na nossa vida política e nos processos de política externa”, disse Putin.

A paz instável da Ucrânia
No conflito no leste da Ucrânia, onde os separatistas pró-Moscou estão lutando contra o governo de Kiev, Putin e Merkel disseram que concordaram com a necessidade da plena implementação do acordo de Minsk, um acordo de paz internacionalmente negociado que agora está efetivamente paralisado.

No entanto, Putin lançou um ataque contra a administração pró-ocidental em Kiev, dizendo que a administraçäo – e não a Rússia ou seus aliados – estavam forçando a região separatista a se afastar da Ucrânia. Isso contradiz a posição de Berlim.

“Os acontecimentos no leste da Ucrânia são o resultado de um golpe de estado, uma mudança de poder inconstitucional em Kiev”, disse Putin, referindo-se a protestos de rua que forçaram o líder anterior da Ucrânia, que se inclinava para Moscou.

Perguntado por um repórter sobre uma contaminação mortal de gás venenoso na cidade síria de Khan Sheikhoun, que governos ocidentais disseram que era um ataque de armas químicas pelas forças do regime sírio, Putin disse que não estava provado.

Ao falar sobre um ponto sensível para as autoridades russas, Merkel disse que havia levantado preocupações com Putin sobre a atuação da polícia em protestos anti-Kremlin, bem como outras questões que as organizações de direitos humanos dizem ser motivo de alarme.

Esses números incluem relatórios, negados pelas autoridades locais, de que os homossexuais estão sendo detidos e torturados na região russa da Chechênia, e uma decisão da Suprema Corte no mês passado banindo as testemunhas de Jeová como um grupo extremista.

“Nas minhas conversações com o presidente russo, referi o quão importante é o direito de demonstrar numa sociedade civil e o papel das ONGs”, disse Merkel.

“Ouvimos algumas notícias muito negativas sobre o tratamento dos homossexuais na Chechênia e pedi ao presidente Vladimir Putin que usasse sua influência para garantir os direitos das minorias aqui, bem como com as testemunhas de Jeová“.

Putin negou que a polícia russa tenha violado os direitos dos manifestantes ao prendê-los.

“Os órgãos policiais russos se comportam de maneira muito mais restritiva do que seus colegas de outros países europeus”, disse Putin, sem especificar quais países ele tinha em mente.

Fonte: TRTWorld e agências

Link original: http://www.trt.net.tr/portuguese/europa/2017/05/03/merkel-e-putin-discutem-sobre-ucrania-e-siria-724515